ENTRAR
registo | recuperar palavra-passe
x
Por favor preencha o seu email
Por favor preencha a sua password
Password e/ou email inválidos
Entrar com GOOGLE
0
PERGUNTA / PARTILHA
166
INFORMAÇÃO
758
EVENTO
27
VALÊNCIA
1422
SERVIÇO
4958
PRODUTO
18
CONSULTOR
88
3 Condições que levam os idosos a recusarem usar proteção contra incontinência
Há muitas outras razões além da negação e do embaraço que podem tornar difícil (se não impossível) convencer um idoso a usar produtos para a incontinência. Alguns desses fatores estão fora do seu controlo e pode ser preciso muita paciência para lidar com eles.


INFORMAÇÃO
P.S. Sanita

Sentidos diminuídos de visão e cheiro
Os sentidos enfraquecem naturalmente à medida que se envelhece, o que pode resultar na falta de consciência dos idosos sobre o quão fedorentos e sujos estão as suas roupas e móveis. Mesmo que reconheçam que sofreram um acidente, eles podem minimizá-lo e continuar a usar a mesma roupa (molhada ou seca) quando ela precisa de ser lavada. Como eles não percebem o impacto total que a incontinência tem na sua apresentação pessoal, eles podem realmente sentir que a proteção contra incontinência é desnecessária, especialmente se eles não saírem de casa ou tiverem visitas regularmente.

É um assunto difícil de abordar, mas informar um idoso que o seu odor pessoal ou o cheiro em sua casa se tornou ofensivo é, às vezes, o ingresso para o uso dos produtos para incontinência. Alguns idosos ficam realmente envergonhados quando percebem que os outros perceberam o problema que achavam que estavam a encobrir com sucesso. Apenas certifique-se de dar a notícia com delicadeza e respeito.

Depressão
Se a pessoa não sentir vergonha ou preocupação com o seu cheiro ou aparência, então pode ter um problema subjacente mais sério nas suas mãos. Infelizmente, a perda de interesse em cuidados pessoais, socialização e outras atividades podem ser sintomas de depressão.

A deteção de depressão em idosos é complicada, mas o isolamento social, as condições crónicas de saúde e a dor colocam esse grupo demográfico num risco significativamente maior. No mínimo, o rastreio da depressão deve fazer parte da visita anual ao médico de cuidados primários. Se notar os sintomas entre as visitas, é importante marcar uma consulta o quanto antes. Tratar a depressão pode ajudar a pessoa a sentir-se melhor e estimulá-la a envolver-se novamente em cuidados pessoais, o que, por sua vez, pode aumentar a sua autoestima e encorajá-la a aventurar-se e socializar mais.

Demência
Se a negação, a negligência e a depressão não forem fatores da recusa do idoso em participar no cuidado contínuo, um rastreamento de demência pode ser o próximo passo. Não importa quem raciocina com eles se o declínio cognitivo é um fator. Dependendo de sua acuidade mental, eles podem não ser mais capazes de tomar decisões acertadas, como usar produtos para incontinência, trocar de roupa ou seguir o regime de medicação. Se notar quaisquer outros problemas de memória ou sinais de demência, é importante marcar uma consulta médica para uma avaliação completa. O diagnóstico precoce é crucial para um planeamento e atendimento adequados



|Fonte: Agingcare.com|
partilhar facebook twitter linkedin pinterest

Autor / responsável técnico / fornecedor
Prime Senior Editor
Categorias
Incontinência | Dependência | Comportamentos/ sentimentos | Problemas | Cuidado a idosos | Cuidados | Cuidadores | Envelhecimento | Gerontologia | Idosos
Para comentar deve efetuar login ou registar-se.