ENTRAR
registo | recuperar palavra-passe
x
Por favor preencha o seu email
Por favor preencha a sua password
Password e/ou email inválidos
Entrar com GOOGLE
INFORMAÇÃO
1174
CONSULTOR
86
TÉCNICO AUXILIAR
230
EQUIPAMENTO SOCIAL
1415
SERVIÇO
4726
PRODUTO
10
EVENTO
27
Doença de Alzheimer de início precoce
Existem vários tipos e diferentes de demência que podem afetar os idosos. A doença de Alzheimer é o tipo de demência mais comum e conhecida, e é caracterizada por sintomas como perda de memória, alterações no humor e comportamento e dificuldades na fala e na resolução de problemas.

Embora a demência de Alzheimer, tipicamente, afete pessoas idosas, esta pode ter um início precoce, que causa os mesmos sintomas, mas atinge indivíduos com menos de 65 anos.


INFORMAÇÃO
P.S. Ajuda

Causas da doença de Alzheimer de início precoce
Médicos e investigadores da área da medicina têm alguma dificuldade em explicar, a razão pela qual a doença Alzheimer, com início precoce, afeta alguns indivíduos na faixa dos 30, 40, 50 e início dos 60 anos. No entanto, estudos determinaram que a genética é fator primordial em alguns casos de doença de Alzheimer de início precoce.

Um grupo de genes, incluindo APOE-e2, APOE-e3 e APOE-e4, aumenta o risco de uma pessoa desenvolver doença de Alzheimer, mas ter qualquer um desses genes não garante necessariamente que a demência se venha a desenvolver. Por outro lado, mutações em genes determinantes como a proteína precursora amilóide (APP), a presenilina-1 (PS-1) e a presenilina-2 (PS-2) estão mais comumente associadas a uma forma familiar rara de Alzheimer de início precoce.

O teste genético pode ser realizado para determinar se uma pessoa contém variações do gene APOE, bem como os genes raros responsáveis pela doença de alzheimer. Os resultados dos testes genéticos podem ter implicações muito sérias e podem ser difíceis de aceitar, portanto, o aconselhamento genético é fortemente indicado de antemão.

Diagnóstico da doença de Alzheimer de início precoce
Tal como a doença de Alzheimer de início tardio, o tipo de início precoce pode ser difícil de diagnosticar. Por vezes é ainda mais complicado pelo fato da maioria dos médicos e pacientes não procurar sintomas de demência em indivíduos mais jovens. Por essa razão, a demência de Alzheimer de início precoce é frequentemente diagnosticada erroneamente.

Testes de estado mental e de neuroimagem, como exames de ressonância magnética e tomografia computadorizada, são normalmente necessários para confirmar ou descartar o diagnóstico de demência de Alzheimer.

Embora possa ser devastador receber um diagnóstico de demência, é importante investigar quaisquer alterações incomuns na memória, no humor e / ou no comportamento, independentemente da idade da pessoa.

O diagnóstico precoce significa iniciar o tratamento adequado o quanto antes e permitir que as famílias façam os planos médicos, legais e financeiros necessários antes da pessoa perder a sua capacidade de participar nas decisões. Infelizmente, quando a doença de Alzheimer se apresenta em indivíduos mais jovens, ela geralmente progride muito mais rapidamente do que em pacientes mais velhos.

Tratamentos para demência de Alzheimer de início precoce
Atualmente não há cura para a demência de Alzheimer de início precoce ou tardia. Certos medicamentos podem ajudar os pacientes a manterem as suas faculdades por mais tempo quando iniciados precocemente no curso da doença. No entanto, a eficácia desses medicamentos tende a diminuir à medida que a condição progride.

Além disso, mudanças no estilo de vida podem ter um impacto positivo na saúde geral de uma pessoa, nomeadamente minimizando a gravidade dos sintomas. As opções incluem exercícios regulares, alimentação saudável, coerência com tratamentos para outras doenças crônicas, como diabetes e doenças cardíacas, e envolvimento em atividades mentalmente estimulantes para auxiliar na função cognitiva.

Os efeitos da demência de alzheimer de início precoce
Um diagnóstico de demência é de aceitação difícil em qualquer idade, mas quando afeta indivíduos mais jovens, as implicações são um pouco diferentes. A maioria das pessoas na casa dos 30, 40 e 50 anos ainda está a trabalhar, a criar filhos e a economizar dinheiro para a educação dos seus filhos e para a sua própria reforma. Quando os sintomas de demência se menifestam, os planos de curto e longo prazo são interrompidos e toda a família sente a tensão.

Uma abordagem proativa ao diagnóstico, tratamento e planeamento jurídico e financeiro é crucial para garantir que toda a família continue a “funcionar” da maneira mais tranquila possível e esteja preparada para quaisquer incertezas que o futuro possa trazer.

Aconselhamento para o paciente e seus familiares é uma excelente ideia para ajudar todos a lidar com as emoções e os medos que um diagnóstico de doença de Alzheimer de início precoce traz. Grupos de apoio presenciais e on-line podem ser um recurso bastante útil quer para os portadores da demência, quer para os seus familiares.



|Fonte: Agingcare.com|
partilhar

Autor / responsável técnico / fornecedor
Prime Senior Editor
Categorias
Cuidados a idosos com demência | Cuidadores | Demência | Grau de dependência | Envelhecimento | Gerontologia | Idosos