ENTRAR
registo | recuperar palavra-passe
x
Por favor preencha o seu email
Por favor preencha a sua password
Password e/ou email inválidos
Entrar com GOOGLE
0
PERGUNTA / PARTILHA
168
INFORMAÇÃO
1019
EVENTO
28
VALÊNCIA
1419
SERVIÇO
4959
PRODUTO
19
CONSULTOR
88
Incentivar um idoso com mobilidade limitada a ir para o exterior
Há uma série de obstáculos mentais e físicos que impedem os idosos de sair de casa. Dependendo das habilidades da pessoa, até mesmo uma saída curta pode consumir muita energia.

Se cuida de alguém com problemas de mobilidade, o simples ato de ir “apanhar” ar fresco pode ser assustador. No entanto, respirar um pouco de ar puro e mudar o ambiente, pode fazer mais do que ajudar a diminuir o tédio e a complacência.


Estudos mostram que as pessoas que saiem diariamente são menos propensas a ter uma ampla variedade de problemas de saúde, como dor crónica ou problemas de sono, e são mais propensas a permanecer ativas do que aquelas que ficam em ambientes fechados.


INFORMAÇÃO
Mobilidade reduzida

Dicas para sair com o idoso
Se a pessoa idosa é resistente à ideia de sair, comece pequeno e seja gentil com a sua insistência. Há muitas opções para os idosos aproveitarem o tempo ao ar livre sem terem que ir para longe. Use algumas das ideias seguintes para ajudar uma pessoa idosa a restaurar o seu desejo de “apanhar” ar fresco e, possivelmente, facilitar passeios regulares.

  • Sugira que se sentem à beira de una janela aberta por alguns minutos para ler o jornal ou tomar uma xícara de chá. A sensação de ar fresco no rosto pode inspirá-los a passar mais tempo fora;
  • Se a casa onde a pessoa idosa se encontra tiver um pátio coberto, alpendre ou um algum espaço verde, faça com que eles passem uma parte do dia nesses espaços. Eles podem sentir-se mais confortáveis se conseguirem "sair" sem os olhos atentos de vizinhos ou estranhos;
  • Considere plantar algumas flores ou fazer um pequeno jardim. Certas plantas podem atrair borboletas, e as suas mudanças são interessantes de se observar à medida que crescem e mudam a cada dia. O idoso não precisa ir muito longe para entrar em contato com a natureza e admirar as flores. Este interesse renovado pode levar a uma visita a um jardim local para observar novas plantas ou um passeio a um jardim botânico nas proximidades;
  • Mesmo um curto passeio à caixa de correio todos os dias fornecerá alguns minutos de ar fresco. Esse pequeno acréscimo à rotina de um idoso pode ajudá-lo a se sentir útil e melhorar a sua coordenação, força e resistência;
  • Seja criativo e encontre maneiras de incorporar os seus hobbies e atividades internas favoritas ao ar livre. Por exemplo, se eles gostam de arte ou artesanato, coloque os seus suprimentos perto de uma janela aberta ou na varanda. Se eles sempre gostaram de ouvir música, pesquise shows ao ar livre. Se a família é importante para eles, convide os seus netos para brincar ou fazer um piquenique/churrasco.

Escolha o equipamento certo
Andar em segurança dentro e fora de casa é um fator crucial a considerar, já que o medo de cair pode ser um poderoso impedimento para se locomover. Mesmo que um idoso goste de sair de casa, ele pode não sentir que todo o esforço e preparação valem o incómodo. É comum que o constrangimento e a frustração surjam quando sair requer a ajuda de outra pessoa ou de um auxiliador de mobilidade, como uma bengala ou um carrinho.

Se a pessoa idosa tiver dificuldade para caminhar ou se deslocar, trabalhe com ela e com um terapeuta ocupacional ou fisioterapeuta para encontrarem o produto de mobilidade e adequado ás suas necessidades. Um terapeuta ocupacional é treinado para fornecer soluções abrangentes para idosos com desafios de mobilidade. Modificações no ambiente doméstico podem ser feitas para acomodar equipamentos de mobilidade e os idosos podem reaprender as rotinas diárias, com ajuda de um dispositivo de apoio. Procure um dispositivo que ofereça o suporte e a estabilidade de que precisam e seja fácil de usar e transportar.

Muitos idosos consideram os auxílios de mobilidade como um incómodo, mas pretendem ampliar a independência e melhorar a segurança. Enfatize esse fato. Mesmo que um idoso esteja confinado a uma cadeira de rodas, ele pode sair com algum planeamento e o equipamento certo

Seja paciente
Muitos cuidadores desejam enriquecer a vida das pessoas que cuidam com atividades e passeios. Isso pode ser difícil, se não impossível, quando os idosos insistem em ficar no conforto das suas casas. Lembre-se de manter as suas expectativas realistas. Alguns idosos nunca gostaram de passar tempo fora, mesmo quando eram mais jovens e ficarem sentados perto de uma janela aberta pode ser muito incomodativo. Noutros casos, um cuidador pode precisar usar muita tranquilidade e um toque de amor para conseguir que o idoso saia da zona de conforto.

Se sair simplesmente não é uma opção - seja porque eles são incapazes ou não querem - então traga o ar livre para eles, sempre que seja necessário. Compre algumas plantas internas fáceis de manter ou mantenha um vaso de flores frescas no quarto onde eles passam a maior parte do tempo. Abra uma ou duas janelas a cada dia, e tente manter as persianas abertas para deixar entrar bastante luz natural. Esses esforços manterão seus espíritos em alta.



|Fonte: Agingcare.com|
partilhar facebook twitter linkedin pinterest

Autor / responsável técnico / fornecedor
Prime Senior Editor
Categorias
Mobilidade reduzida | Problemas |  | Semi-dependente / dependência moderada | Cuidado a idosos | Cuidados | Cuidadores | Grau de dependência | Envelhecimento | Gerontologia | Idosos
Para comentar deve efetuar login ou registar-se.