Escolha uma categoria
ATIVIDADES
132
PERGUNTA
205
INFORMAÇÃO
9333
CHECKLISTS
29
EVENTOS
38
VALÊNCIAS
1421
SERVIÇOS
4435
PRODUTOS
43
CONSULTORES
90
INFORMAÇÃO
Diagnóstico e tratamento da enurese noturna
A enurese noturna é a micção involuntária da urina durante o sono. Esta condição é mais comumente conhecida como “molhar a cama”. Embora a perda noturna do controlo da bexiga seja frequentemente associada a crianças pequenas, os idosos também podem sofrer deste problema e por vários motivos.

As causas de incontinência noturna nos idosos podem estar relacionadas com a diabetes, infeção do trato urinário, efeitos colaterais da medicação, distúrbios neurológicos, anormalidades anatômicas, bexiga hiperativa, cancro da próstata, cancro da bexiga, apneia obstrutiva do sono, (…). Em casos muito raros, a ansiedade aguda ou distúrbios emocionais podem causar humedecimento na cama de um idoso.

Os episódios de incontinência urinária são confusos e podem ser embaraçosos.


INFORMAÇÃO
Acompanhamento de idosos.
Um registo detalhado dos sintomas de um idoso e de um caso podem ser úteis. Manter um diário durante vários dias deve ser providenciado para auxiliar no desenvolvimento de um diagnóstico, e posteriormente requisitar quaisquer testes adicionais e desenvolvendo um plano de cuidados adequado.

Não se envergonhe de partilhar estas informações pessoais. Como acontece em qualquer problema de saúde, fornecer um quadro completo do problema ajudará a melhorar a precisão e a velocidade do diagnóstico e tratamento. Não se esqueça de incluir os seguintes nos registos a efetuar:

  • Tempos de micção ao longo do dia e da noite;
  • Episódios de incontinência durante o dia e a noite;
  • Quantidade estimada de urina anulada de cada vez;
  • Informações detalhadas sobre a ingestão de líquidos (tempo, quantidades e tipo de bebidas consumidas);
  • Natureza do fluxo urinário (O fluxo de urina é forte e consistente? Há dificuldade em começar a urinar? Gotejamento contínuo?);
  • Episódios de infeção do trato urinário;
  • Outros sintomas associados à micção e enurese noturna, como suores noturnos.

Apoio médico…
Para além de reduzir as opções de tratamento para a enurese, é importante detetar a causa da mesma.

Depois de reunir todas as informações descritas anteriormente, o médico, normalmente, fará um exame físico, fará uma avaliação neurológica e prescreverá uma análise à urina..

Testes adicionais podem ser necessários para reunir mais informações sobre o que pode ser a causa da incontinência noturna. A urofluxometria é um desses testes e permite analisar a velocidade e o fluxo rinário. Outro procedimento é o uso de uma máquina ultrassônica, um procedimento não invasivo para verificar o esvaziamento incompleto da bexiga e para medir qualquer residual de urina pós-vazio na bexiga.

Outros testes poderão ser recomendados pelo profissional de saúde.

Possíveis tratamentos para a enurese noturna.
Idosos com enurese noturna persistente, normalmente, marcam uma consulta com seu médico de médico de família para resolver o problema. No entanto, em alguns casos pode exigir o encaminhamento a um especialista, como um urologista ou um especialista em distúrbios do sono. Pode ser desconfortável discutir as funções corporais com outra pessoa, mas com o recurso a estes profissionais os episódios de incontinência noturna podem ser minimizados ou completamente curados. Os tratamentos podem incluir:

  • Monitoramento da ingestão de fluidos: limitar a ingestão de líquidos no final da tarde e à noite antes de dormir, o que resulta numa diminuição da produção de urina durante a noite. Este poderia ser um primeiro passo simples para reduzir as “noites molhadas”.Evitar cafeína e álcool, que podem irritar a bexiga, pode ser útil também. Importa, no entanto, não esquecer que hidratação é importante, é crucial para a saúde geral e a ingestão de líquidos deve de ocorrer noutros períodos do dia;
  • Treinamento do volume da bexiga: esta técnica ajuda a aumentar o controlo e o volume da bexiga naqueles que têm uma pequena incapacidade funcional da bexiga.Através do treinamento, a capacidade funcional da bexiga aumenta, tornando os vazios menos frequentes. Este método pode ser particularmente útil para aqueles com condição de bexiga hiperativa, em que os músculos da bexiga se contraem frequentemente e involuntariamente;
  • Sistemas de alarme de cama molhada: um alarme de enurese na cama é um dispositivo que desperta um idoso do sono assim que o acidente começa. Existem várias variações desses alarmes, que podem incluir alarmes de vibração ou sonorização e até mesmo dispositivos de deteção da humidade que podem ser conectados à roupa íntima ou a uma almofada na qual o indivíduo dorme. Uma vez acordado, um idoso pode interromper o fluxo de urina, terminar no WC e voltar para a cama. Como o treinamento do volume da bexiga, leva algumas semanas para funcionar, requer motivação e comprometimento;
  • Anulação noturna programada: embora esta opção não trate o problema subjacente, pode ser útil na prevenção de lençóis sujos. Esta técnica envolve a configuração de um alarme durante a noite, num horário aleatório para acordar e urinar;
  • Terapia farmacológica: medicamentos diferentes estão disponíveis para o tratamento da enurese noturna. Estes podem ser usados sozinhos ou em combinação com alguns dos tratamentos comportamentais. Muitos estudos demonstraram que, embora o tratamento farmacológico isolado possa ser eficaz no tratamento da enurese noturna, as taxas de recaída são altas após o tratamento terminado. Não tem como alvo a condição subjacente ou fatores causais de molhar a cama;
  • Estimulação do nervo sacral: se as abordagens menos invasivas ao tratamento da enurese noturna não forem bem-sucedidas, procedimentos cirúrgicos como a estimulação no nervo sacral podem ser recomendados. Os nervos sacrais localizados na parte inferior das costas são responsáveis por impulsos sensoriais e motores em toda a parte inferior do corpo. Estimulação do nervo sacro para bexiga hiperativa envolve a ativação de nervos específicos que controlam os músculos envolvidos na função da bexiga. A estimulação do nervo sacral é recomendada para pessoas com incontinência de urgência moderada a grave e para as quais outros tratamentos são contraindicados;
  • Cistoplastia: este é um procedimento cirúrgico que é realizado para reduzir a instabilidade e aumentar a capacidade da bexiga;
  • Miomectomia do detrusor: este procedimento cirúrgico envolve a remoção de uma porção da parede da bexiga. O objetivo é reduzir a força e a frequência das contrações da bexiga e, portanto, aliviar os sintomas urinários de urgência e bexiga hiperativa.


|Fonte: AgingCare|

partilhar linkedin pinterest

Autor
Prime Senior - Departamento de conteúdos
Categorias
Incontinência | Enurese noturna | Problemas | Cuidado a idosos | Cuidados | Cuidadores | Gerontologia | Idosos
Para comentar deve efetuar login ou registar-se.