ENTRAR
registo | recuperar palavra-passe
x
Por favor preencha o seu email
Por favor preencha a sua password
Password e/ou email inválidos
Entrar com GOOGLE
INFORMAÇÃO
610
CONSULTOR
87
TÉCNICO AUXILIAR
EQUIPAMENTO SOCIAL
24535
SERVIÇO
4955
PRODUTO
11
EVENTO
27
P.S. Flor
INFORMAÇÃO
Estimulação sensorial para idosos com demência
Prime Senior Editor
Confusão e isolamento podem impedir a estimulação sensorial.
As pessoas geralmente são bombardeadas com estímulos sensoriais durante todo o dia - em casa, na rua, quando cozinha ou dança e em muitos outros aspetos da vida diária. No entanto, este bombardeamento, nem sempre ocorre em idosos que vivem em instituições de cuidados geriátricos, especialmente para aqueles que vivem com a doença de Alzheimer. Muitas vezes, a sensação esmagadora de medo, isolamento e confusão impede que experimentem estímulos sensoriais na sua vida quotidiana.

As atividades sensoriais são fundamentais para pessoas com demência.
No frustrante mundo das demências, a estimulação sensorial é uma componente chave para melhorar a qualidade de vida dos idosos. Os Programas de Atividades das entidades de cuidados geriátricos devem fornecer uma variedade de atividades sensoriais diárias para atender diferentes gostos e satisfazer diferentes necessidades.

Programas sensoriais individuais e em grupo.
Oferecer experiências sensoriais individuais e em grupo pode ser um desafio; precisa de encontrar o equilíbrio certo para não aborrecer nem agitar os idosos. O objetivo é manter o ambiente vivo com visões e sons e ter em mente que a estimulação inadequada ou exagerada pode causar ansiedade.

Quartos sensoriais.
Quartos sensoriais e outros programas de enriquecimento sensorial estão disponíveis e são altamente recomendados, mas nem todas as instalações de cuidados geriátricos os possuem. A boa notícia é que existe uma infinidade de maneiras pelas quais os Profissionais de Animação podem ajudar a estimular os sentidos, acalmar, entreter e provocar emoções positivas.

Benefícios da estimulação sensorial.
São inúmeros os benefícios da estimulação sensorial na população idosa, nomeadamente:
  • Melhorar os sintomas cognitivos e manter a função diária;
  • Incentivar a participação em grupos sociais;
  • Dar a oportunidade de reflexão;
  • Maior concentração e atenção;
  • Facilitar a comunicação.



|Fonte: Goldencarers.com|
P.S. Paisagem
INFORMAÇÃO
8 Maneiras de fornecer experiências de viagem, no conforto do sofá
Prime Senior Editor
Benefícios das Experiências de Viagem.
Os idosos podem beneficiar explorando novos lugares ou até mesmo revisitando lugares favoritos. Experiências de viagem, seja em uma viagem ao museu local ou sentar-se para assistir a um vídeo sobre uma cidade distante, podem proporcionar aos idosos:

• A chance de aprender sobre novas culturas e idiomas;
• Uma experiência sensorial que pode proporcionar sentimentos de calma e paz;
• A chance de relembrar e/ou partilhar as suas histórias pessoais;
• Uma maneira de construir amizades com outros “viajantes”.

Experiências de viagem de baixo custo.
Pode oferecer aos idosos a oportunidade de vivenciar viagens de várias maneiras. Na verdade, pode oferecer algumas dessas experiências de viagem sem que sejam necessários altos recursos monetários. São alguns exemplos:

• Viagens de autocarro para pontos novos (e favoritos) na sua região;
• Assistir a vídeos de viagem;
• Leitura de histórias curtas sobre viagens;
• Usar caixas sensoriais temáticas de férias;
• Ver fotos de viagens ou postais;
• Fazer videochamada com outros residentes (ou membros da família) que vivam longe.

8 maneiras de usar a tecnologia para viajar.
Graças às conexões e tecnologias WiFi prontamente disponíveis, pode proporcionar aos idosos boas experiências de viagem. De seguida estão algumas maneiras de incorporar viagens e novas aprendizagens ao seu calendário mensal de atividades.

1. Faça um tour virtual pelo museu - não precisa viajar para Nova York para visitar o Met ou para a França para visitar o Louvre. A maioria dos principais museus internacionais oferece opções de passeios virtuais nos seus sites, e pode explorar o museu com os idosos diretamente sem sair de casa e com apenas uma conexão à Internet e um projetor.

2. Tente a realidade virtual - embora necessite de equipamento extra (óculos de realidade virtual) e um aplicativo especializado e sejam necessárias algumas horas de preparação, a realidade virtual é uma experiência muito útil para os idosos. De certeza que os idosos ficarão contentes com a experiência da realidade virtual e no final até vai ser tema de conversa entre eles.

3. Vídeo chat em um local interessante - existe algum lugar que os idosos adorariam visitar, mas isso não é viável agora? Tente ligar para o local e ver se há alguém que possa mostrar e falar sobre esse lugar, por vídeo, num determinado horário. Conecte-se a alguma aplicação de videochamada e projete, para uma melhor visualização.

4. Faça uma palestra virtual - sabia que pode fazer um curso totalmente online? É verdade! Muitas entidades formativas, nacionais e internacionais, oferecem uma biblioteca de aulas abertas que estão disponíveis através da conexão WiFi. Esta é uma ótima ideia para os idosos que gostam de aprender coisas novas.

5. Vá para o espaço - procure dar aos idosos a chance de explorar lugares muito distantes. A NASA oferece muitas opções virtuais on-line, incluindo experiências de 360 graus e passeios pela lua. Esta é uma atividade intergeracional especialmente eficaz porque o espaço é apelativo para todas as idades!

6. Encontre amigos de email - conectar-se com outros grupos por um longo período de tempo pode ser benéfico para todos. Graças ao e-mail, a sua conexão pode mover-se ainda mais rápido. Pode encontrar uma sala de aula com pessoas dispostas num local da sua escolha, ou (ainda melhor), encontrar outra comunidade de idosos que se compromete a enviar e-mails e fotos pelo menos uma vez por mês durante um período de tempo.

7. Utilize as redes sociais - pode viajar praticamente em qualquer lugar com idosos graças às redes sociais. No instagram pesquise “#travelphotography, tem imagens encantadoras! Pode pesquisar outras contas para obter mais fotos e de outros locais.

8. Envolva outras pessoas – talvez os idosos não consigam ir muito longe (agora), mas os seus colegas de trabalho e membros da família provavelmente vão de férias de vez em quando. Peça aos funcionários e membros da família para realizar uma palestra sobre as férias com os idosos, mostrando fotos de viagens recentes e falando sobre o (s) local (ais) visitado (s).

Dê asas à sua imaginação e partilhe connosco as suas ideias… temos a certeza que serão muito enriquecedoras para todos!



|Fonte: Goldencarers.com|
P.S. Massagem
INFORMAÇÃO
Começando com a aromaterapia
Prime Senior Editor
Massagem de aromaterapia
Na massagem de aromaterapia, junta-se derivados de plantas altamente concentrados, chamados óleos essenciais, a uma base ou óleo transportador tal como óleo de amêndoas doce, óleo de grainha de uva, óleo de abacate ou óleo de girassol. Agita-se bem a mistura antes de aplicar na pele através da massagem.

Neste tipo de massagens é importante que quem a esta a realizar tenha conhecimentos básicos, pois pode haver contraindicações com o uso de alguns óleos essenciais.

Algumas questões de segurança a considerar são:
  • Alecrim, hissopo, tomilho e sálvia não devem de ser usados em pessoas hipertensas;
  • Peles com lesões não devem ser alvo de massagem;
  • Não se deve usar óleos essenciais não diluídos na pele;
  • Os óleos essenciais devem de estar fora do alcance das crianças e bem-acondicionados;
  • Os óleos essenciais a usar devem ser da mais alta qualidade, 100% puros e, se possível, orgânicos. Ler os rótulos ajuda neste sentido.

Como misturar os óleos essenciais com os derivados de plantas para massagem de relaxamento?
  1. Compre uma garrafa escura com bomba doseadora;
  2. Usando um funil, despeje 400 ml de um óleo transportador na garrafa
  3. Adicione 30 gotas de bergamota; 30 gotas de Clary Sage; 30 gotas de incenso; 30 gotas de Neroli.
  4. Agite e aplique.

Para adicionar fragrância a cremes frios e hidratantes, adicione 20 gotas de óleo essencial para cada 100ml de creme

Como armazenar seus óleos essenciais?
De modo a manter as propriedades dos óleos, é importante:
  • Protege-los do calor e da luz.;
  • Mante-los a uma temperatura abaixo de 30ºC;
  • Tê-los longe de chamas nuas;
  • Usá-los no prazo entre 6 a 12 meses.

No caso de massagem de aromaterapia em idosos, consulte a equipa de cuidados, bem como as contraindicações médicas antes de começar com a massagem.



|Fonte: Goldencarers.com|
P.S. Diabetes
INFORMAÇÃO
Diabetes – diagnóstico e tratamento
Prime Senior Editor
Como diagnosticar a diabetes?
O diagnóstico de diabetes é realizado através da medição da glicose no sangue. Os valores podem variar, de acordo a medição que é feita. De um modo geral, considera-se que uma pessoa tem diabetes quando:
  • A glicemia em jejum é ≥ 126 mg/dl (em duas ocasiões);
  • A glicemia a qualquer hora é ≥ 200 mg/dl (em duas ocasiões);
  • AGJ – Anomalia da Glicémia em Jejum – Glicemia em jejum ≥ 110 mg/dl e < 126 mg/dl;
  • TDG – Tolerância diminuída à glicose – Glicemia 2 horas após a ingestão de 75 gr de glicose é ≥ 140 mg/dl e < 200 mg/dl

O diagnóstico de diabetes numa pessoa assintomática não deve ser realizado na base de um único valor anormal de glicemia de jejum ou de HbA1c. Nestes casos deve ser confirmado numa segunda análise, após uma a duas semanas.

Para o diagnóstico da diabetes é aconselhável usar um só parâmetro para o diagnóstico de diabetes. No entanto, no caso de avaliação simultânea de glicemia de jejum e de HbA1c, se ambos os valores seguirem os valores de diagnóstico (valores apresentados anteriormente), o diagnóstico de diabetes fica confirmado, mas se um for discordante, deve de ser repetida a análise.

Controlo da diabetes.
Ter a diabetes controlada significa ter os níveis de açúcar no sangue dentro de certos limites, o mais próximos possível da normalidade (Glicemia < 110 mg/dl).

O melhor modo de saber se uma pessoa com diabetes tem a doença controlada é realizar testes de glicemia capilar (através da picada no dedo que permite medir o “açúcar no sangue”) diariamente e várias vezes ao dia, e principalmente antes e depois das refeições. Se os valores estiverem dentro dos limites que o médico indicou, então a doença está controlada.

Ainda que o método de glicémia capilar permite verificar se a diabetes está controlada, o método mais habitual para o fazer é através da determinação da hemoglobina A1c. Trata-se uma análise ao sangue que permite uma visão global de como está a compensação da diabetes nos últimos três meses e se existe necessidade de “ajustamento” do respetivo tratamento. De um modo geral, uma pessoa “bem controlada” apresenta valores inferiores a 6,5%, embora sejam aceitáveis valores inferiores a e até 7%..

Quando a diabetes não se consegue controlar, apesar de a pessoa diabética cumprir todas as regras, é necessário fazer o tratamento com recurso a medicamentos ou utilizar insulina..

Tratamento.
A diabetes não tem cura, mas pode ser controlada. O controlo rigoroso da glicose no sangue, é a melhor defesa contra as complicações graves da doença.

  • Como manter os níveis de glicose no sangue, em valores acetáveis?
  • Seguir um plano alimentar adequado para a diabetes;
  • Fazer atividade física regular - o exercício regular permite que o organismo aproveite melhor o açúcar que tem em circulação;
  • Cumprir a prescrição medicamentosa;
  • Verificar os valores de glicemia durante o dia;

Em termos práticos, a alimentação aumenta o açúcar no sangue (glicemia), enquanto que os medicamentos e o exercício físico a diminuem. O bom controlo da diabetes resulta, assim, do balanço entre estes três fatores



|Fonte: Observatório da Diabetes|
P.S. produtos incontinência
INFORMAÇÃO
Como escolher a melhor fralda para idosos?
Prime Senior Editor
Diagnóstico de incontinência.
Se um idoso está a passar pela perda do controlo da bexiga ou do intestino, é muito importante consultar um profissional de saúde, para que este possa diagnosticar corretamente o tipo de incontinência, descartar quaisquer causas subjacentes sérias e recomendar opções de tratamento.

Encontrar o produto certo para a incontinência.
Há muitos fatores a serem considerados na escolha de um produto para a incontinência, incluindo a flexibilidade que corresponda ao nível de atividade da pessoa em causa, escolha de um produto específico, tamanho, estilo (com aba, ou sem aba por exemplo)), nível de absorção, e preferência por produtos descartáveis ou reutilizáveis.

Algumas tentativas-erro, geralmente, são necessárias até chegar ao produto certo.

A incontinência pode ser cara, especialmente no começo, quando ainda se está a experimentar produtos e marcas para encontrar a melhor solução possível.
Pode achar que precisa de mais proteção ou de menos proteção e custos menores a longo prazo. Tenha em mente que muitos fabricantes de produtos para incontinência oferecem amostras grátis e cupões de desconto que podem ajudá-lo na fase de descoberta.

Priorizar a integridade da pele
O cuidado da pele é uma parte importante dos cuidados a pessoas incontinentes e que não pode ser negligenciado. A zona genital deve ser limpa e seca de forma cuidadosa e completa. A exposição repetida à urina e matéria fecal pode ser muito prejudicial à pele sensível, portanto em idosos incontinentes a higiene da zona genital torna-se ainda mais importante. Cuidados inadequados podem levar a erupções cutâneas, feridas e até mesmo infeções graves. Procure produtos para incontinência que sejam fáceis de remover da pele e que apresentem um revestimento macio e respirável. A aplicação de uma barreira cutânea pode proteger ainda mais a área contra humidade e evitar irritações.

Compra de produtos de incontinência on-line
As pessoas costumam ter vergonha de comprar produtos para incontinência nas farmácias ou mercearias da sua zona de residência. Graças à explosão das compras pela internet, há muitas lojas on-line que vendem produtos para a incontinência. Por haver menores custos para as próprias empresas (não existe uma loja física para pagar aluguer, por exemplo) os preços dos produtos podem ser mais competitivos do que comprados em lojas físicas.



|Fonte: Agingcare.com|

P.S. enurese
INFORMAÇÃO
Diagnóstico e tratamento da enurese noturna
Prime Senior Editor
Acompanhamento de idosos.
Um registo detalhado dos sintomas de um idoso e de um caso podem ser úteis. Manter um diário durante vários dias deve ser providenciado para auxiliar no desenvolvimento de um diagnóstico, e posteriormente requisitar quaisquer testes adicionais e desenvolvendo um plano de cuidados adequado.

Não se envergonhe de partilhar estas informações pessoais. Como acontece em qualquer problema de saúde, fornecer um quadro completo do problema ajudará a melhorar a precisão e a velocidade do diagnóstico e tratamento. Não se esqueça de incluir os seguintes nos registos a efetuar:

  • Tempos de micção ao longo do dia e da noite;
  • Episódios de incontinência durante o dia e a noite;
  • Quantidade estimada de urina anulada de cada vez;
  • Informações detalhadas sobre a ingestão de líquidos (tempo, quantidades e tipo de bebidas consumidas);
  • Natureza do fluxo urinário (O fluxo de urina é forte e consistente? Há dificuldade em começar a urinar? Gotejamento contínuo?);
  • Episódios de infeção do trato urinário;
  • Outros sintomas associados à micção e enurese noturna, como suores noturnos.

Apoio médico…
Para além de reduzir as opções de tratamento para a enurese, é importante detetar a causa da mesma.

Depois de reunir todas as informações descritas anteriormente, o médico, normalmente, fará um exame físico, fará uma avaliação neurológica e prescreverá uma análise à urina..

Testes adicionais podem ser necessários para reunir mais informações sobre o que pode ser a causa da incontinência noturna. A urofluxometria é um desses testes e permite analisar a velocidade e o fluxo rinário. Outro procedimento é o uso de uma máquina ultrassônica, um procedimento não invasivo para verificar o esvaziamento incompleto da bexiga e para medir qualquer residual de urina pós-vazio na bexiga.

Outros testes poderão ser recomendados pelo profissional de saúde.

Possíveis tratamentos para a enurese noturna.
Idosos com enurese noturna persistente, normalmente, marcam uma consulta com seu médico de médico de família para resolver o problema. No entanto, em alguns casos pode exigir o encaminhamento a um especialista, como um urologista ou um especialista em distúrbios do sono. Pode ser desconfortável discutir as funções corporais com outra pessoa, mas com o recurso a estes profissionais os episódios de incontinência noturna podem ser minimizados ou completamente curados. Os tratamentos podem incluir:

  • Monitoramento da ingestão de fluidos: limitar a ingestão de líquidos no final da tarde e à noite antes de dormir, o que resulta numa diminuição da produção de urina durante a noite. Este poderia ser um primeiro passo simples para reduzir as “noites molhadas”. Evitar cafeína e álcool, que podem irritar a bexiga, pode ser útil também. Importa, no entanto, não esquecer que hidratação é importante, é crucial para a saúde geral e a ingestão de líquidos deve         de ocorrer noutros períodos do dia;
  • Treinamento do volume da bexiga: esta técnica ajuda a aumentar o controlo e o volume da bexiga naqueles que têm uma pequena incapacidade funcional da bexiga. Através do treinamento, a capacidade funcional da bexiga aumenta, tornando os vazios menos frequentes. Este método pode ser particularmente útil para aqueles com condição de bexiga hiperativa, em que os músculos da bexiga se contraem frequentemente e involuntariamente;
  • Sistemas de alarme de cama molhada: um alarme de enurese na cama é um dispositivo que desperta um idoso do sono assim que o acidente começa. Existem várias variações desses alarmes, que podem incluir alarmes de vibração ou sonorização e até mesmo dispositivos de deteção da humidade que podem ser conectados à roupa íntima ou a uma almofada na qual o indivíduo dorme. Uma vez acordado, um idoso pode interromper o fluxo de urina, terminar no WC e voltar para a cama. Como o treinamento do volume da bexiga, leva algumas semanas para funcionar, requer motivação e comprometimento;
  • Anulação noturna programada: embora esta opção não trate o problema subjacente, pode ser útil na prevenção de lençóis sujos. Esta técnica envolve a configuração de um alarme durante a noite, num horário aleatório para acordar e urinar;
  • Terapia farmacológica: medicamentos diferentes estão disponíveis para o tratamento da enurese noturna. Estes podem ser usados sozinhos ou em combinação com alguns dos tratamentos comportamentais. Muitos estudos demonstraram que, embora o tratamento farmacológico isolado possa ser eficaz no tratamento da enurese noturna, as taxas de recaída são altas após o tratamento terminado. Não tem como alvo a condição subjacente ou fatores causais de molhar a cama;
  • Estimulação do nervo sacral: se as abordagens menos invasivas ao tratamento da enurese noturna não forem bem-sucedidas, procedimentos cirúrgicos como a estimulação no nervo sacral podem ser recomendados. Os nervos sacrais localizados na parte inferior das costas são responsáveis por impulsos sensoriais e motores em toda a parte inferior do corpo. Estimulação do nervo sacro para bexiga hiperativa envolve a ativação de nervos específicos que controlam os músculos envolvidos na função da bexiga. A estimulação do nervo sacral é recomendada para pessoas com incontinência de urgência moderada a grave e para as quais outros tratamentos são contraindicados;
  • Cistoplastia: este é um procedimento cirúrgico que é realizado para reduzir a instabilidade e aumentar a capacidade da bexiga;
  • Miomectomia do detrusor: este procedimento cirúrgico envolve a remoção de uma porção da parede da bexiga. O objetivo é reduzir a força e a frequência das contrações da bexiga e, portanto, aliviar os sintomas urinários de urgência e bexiga hiperativa.



|Fonte: Agingcare.com|
Quer fazer uma sugestão
ou partilhar informações connosco?
Registe-se aqui
Faça parte da comunidade Prime Senior.
Aceda a toda a informação necessária para os séniores: quais artigos
comprar, como encontrar ajuda ao domicílio e muito mais.
Registar